VISITA DO INSPETOR: A PRESENÇA SALESIANA NO GRAMORÉ

Por Niely Silva

Entre os dias 16, 17 e 18 de março a casa salesiana do Gramoré recebeu a visita do Inspetor Salesiano do Nordeste do Brasil, Padre Nivaldo Pessinatti. Pelo menos uma vez por ano, ele se desloca às casas salesianas do Nordeste com o intuito de animar e motivar a obra salesiana, reunindo-se com a comunidade educativa e pastoral.

A presença do inspetor é sempre motivo de muita alegria, pois pontos importantes são tratados com entusiasmo, como por exemplo, o carisma salesiano e a valorização da educação, legado esse deixado por Dom Bosco e seguido fielmente por ele. “Cada vez que tenho a possibilidade de estar como inspetor junto à comunidade educativa e pastoral salesiana sempre é motivo de alegria. Aqui em Gramoré temos essa presença tão significativa do centro de formação (Centro Educacional Dom Bosco/CEDB) e da Paróquia Salesiana. São duas formas muito interessante e muito salesianas para se evangelizar”, disse. 

No primeiro dia de sua visita, Padre Nivaldo reuniu-se com as lideranças paroquiais locais: coordenadores de pastoral, grupos e movimentos, os quais tiveram a oportunidade de expor os trabalhos desenvolvidos e também avaliar a gestão da paróquia. Uma sugestão do inspetor foi que houvesse dentro das reuniões do Conselho Pastoral Paroquial (CPP) momentos de formação para que o conhecimento sobre a igreja em si fosse fortificado.

Após este dia ele visitou o CEDB, e na ocasião pôde estar junto dos educadores e educandos que frequentam diariamente o local. “O centro de formação procura oferecer aos jovens, meninos e meninas, o processo de formação cristã, através da atividade lúdica de um oratório principalmente e através de uma formação profissional para a vida, que geram muitas alegrias e principalmente geram cidadãos e bons cristãos”, afirmou o inspetor.

No terceiro e último dia, Padre Nivaldo esteve junto à juventude, representada pelos coordenadores dos grupos de jovens da Articulação da Juventude Salesiana (AJS) e também dos vocacionados. Falando em especial aos jovens, o inspetor colocou que a Articulação deve respeitar a diversidade dos grupos e motivá-los a continuar e persistir no processo de evangelização da forma com que cada grupo se enxerga, seja ele com dança, teatro, música, promovendo atividades sociais, etc. “O jovem se agrega onde ele se sente bem”, finalizou.

Concluindo o momento, o inspetor falou fortemente para todos, que é necessário suscitar o carisma salesiano nos grupos e movimentos, assim a paróquia se tornará cada vez mais juvenil “A paróquia precisa ser jovem, não que seja formada apenas por jovens, mas que o jeito da paróquia seja jovem”. Como mensagem final ele ainda disse: “Todos que aqui vivem a realidade cristã, como filhos e filhas de Deus, possam também se enriquecer com a especificidade da espiritualidade salesiana, que é uma espiritualidade da alegria, da presença, do carinho e da partilha”.

Posted in Paroquia on Apr 09, 2017