No Dia Mundial do Migrante, o Papa escreveu a seguinte mensagem no Twitter: “Encontramos Jesus no pobre, no rejeitado, no refugiado. Não deixemos que o medo nos impeça de acolher o próximo necessitado!”

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

Homens, mulheres e crianças à deriva em precárias embarcações, pais separados dos filhos e enjaulados, desespero, angústia, xenofobia e desrespeito dos direitos humanos mais elementares: com este espírito celebra-se neste dia 20 de junho o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, instituído pelas Nações Unidas.

Para lembrar a data, o Papa Francisco escreveu no Twitter:

“ Encontramos Jesus no pobre, no rejeitado, no refugiado. Não deixemos que o medo nos impeça de acolher o próximo necessitado! ”

Horas depois, o Pontífice escreveu outra mensagem: “A dignidade da pessoa não depende de ela ser cidadã, migrante ou refugiada. Salvar a vida de quem foge da guerra e da miséria é um ato de humanidade”, acompanhada da hashtag #withrefugees.

Na Igreja, há um carisma que se ocupa especialmente desses nossos irmãos: são os scalabrinianos, seja em seu ramo feminino, seja masculino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here