Ligações que salvam – Centro de Valorização da Vida agora conta com ligações gratuitas

0
1224
Fonte: Reprodução


A partir dessa semana pessoas que sofrem com transtornos de ansiedade, depressão ou que correm risco de cometer suicídio, poderão realizar ligações para o Centro de Valorização da Vida (CVV) de forma gratuita, através do número 188.

A gratuidade das ligações é encarada como uma forma de redução dos casos de suicídio em nosso país. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 30 pessoas tiram sua própria vida diariamente no Brasil. A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta também para o aumento de casos entre os idosos, e explica que isso ocorre devido ao sentimento de impotência e inatividade que esses idosos sentem, levando a um estágio de depressão. O número de jovens entre 15 e 29 anos que tentam suicídio também é muito alto no Brasil, chegando a ser a quarta maior causa de morte entre os jovens. Muitos desses relatam problemas com os pais, em seus relacionamentos, problemas de bullying e profissionais. Em sua maioria, os jovens buscam o chat para conversar, porém, em todo o Brasil, a ligação é o meio mais forte de acesso.

A OMS informa que sintomas como isolamento, dificuldade em se relacionar, tristeza e desistência em realizar hobbies são sinais importantes e que devem ser encarados com seriedade, pois 90% dos casos de suicídio poderiam ter sido evitados. As mudanças no comportamento não devem ser encaradas apenas como desvio de conduta. Muitas vezes são pedidos de socorro disfarçados. Por isso, certas frases como “Vou me matar para deixar de dar trabalho“, ou “Sou capaz de tirar minha vida para acabar com o sofrimento“, devem ser levadas a sério e encaradas como um pedido de ajuda. Além do número 188, o CVV disponibiliza atendimentos presenciais, por chat e por email. Com esses atendimentos, o Ministério da Saúde objetiva reduzir em 10% o número de casos de suicídio até 2020 no país.

O CVV é um órgão sem fins lucrativos que atua no país desde 1962 e que tem como missão ouvir pessoas que estejam passando por dificuldades, funcionando assim, como uma ferramenta de prevenção ao suicídio. O Centro é conhecido como O Amigo da Hora, e é formado por voluntários que recebem formação adequada para realizar os atendimentos. Segundo a coordenadora do CVV Natal e voluntária há 10 anos, Regina Ramos, a gratuidade do número 188 é de suma importância para a realização do acolhimento do outro. Ela informou ainda que os candidatos que tem interesse em se voluntariar devem realizar cursos de formação com duração de aproximadamente 3 meses, com reuniões acontecendo uma vez por semana. “O voluntário é preparado de uma maneira tal, onde ele não carrega os problemas que ele ouve. Nós sabemos que o problema é da pessoa, e não conseguiremos resolver, mas nós podemos estar juntos com essa pessoa, e apoiá-la emocionalmente”, disse a coordenadora.

No Brasil, existe aproximadamente 2.400 voluntários, mas esse número ainda não é suficiente para cerca de 2 milhões de atendimentos que são feitos por ano. Por isso, o CVV está com inscrições abertas para receber novas pessoas que desejam se voluntariar. Para isso, basta participar do Programa de Seleção de Voluntários (PSV), através do site www.cvv.org.br. Em Natal, as inscrições podem ser realizadas através do email [email protected], ou preenchendo o formulário https://goo.gl/forms/AqmSr0eT8JIGP4o92.

Fonte: Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here