Setembro é o mês mundial de prevenção do suicídio, chamado também de Setembro Amarelo. A psicóloga Sandy Carolina fala que o assunto, que já foi um tabu muito maior, ainda enfrenta grandes dificuldades na identificação de sinais, e a busca por ajuda, justamente pelos preconceitos e falta de informação.
Sandy Caroline
Sandy Caroline | Foto: Mikael Chacon

O ano de 2017 foi um marco nacional nesse quesito com a ocorrência de alguns fatores que colaboraram com a população como um todo a dar mais atenção ao tema e procurar informações. Em 2018, o CVV (www.cvv.org.br), uma das entidades mobilizadoras do Setembro Amarelo no Brasil, programou diversas atividades em todas as cidades nas quais possui um de seus mais de 90 postos de atendimento.

Setembro é o mês mundial de prevenção do suicídio
Setembro é o mês mundial de prevenção do suicídio

Não é preciso estar ligado ao CVV ou a outra instituição para se mobilizar. Empresas podem fazer ações internas, distribuir materiais informativos disponíveis no site www.setembroamarelo.org.br e promover palestras. Órgãos públicos podem iluminar de amarelo fachadas de prédios, promover atividades, falar sobre prevenção nas unidades de saúde e escolas. E cada pessoa pode se mobilizar usando uma fita amarela ou vestindo amarelo, levantando o tema em seus grupos e buscando informações confiáveis sobre o assunto.

Confira a entrevista que a Equipe Suporte fez com a Psicologa Sandy Carolina sobre o Suicídio:

O movimento Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção do suicídio, iniciado em 2015, visa sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão. Visite www.setembroamarelo.org.br.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here