O Sínodo com sabor salesianodo dos Bispos, que iniciará no próximo dia 3 de outubro e terá como tema “Juventude, fé e discernimento vocacional”, foi definido por dom Raul Biord Castillo, SDB, bispo de La Guaira (Venezuela) como “um sínodo com sabor salesiano”. Ele está certo: seja porque o tema escolhido diz respeito ao acompanhamento pastoral dos jovens, isto é, às próprias raízes do carisma salesiano; seja pela ampla representatividade dos salesianos (16) que foram selecionados para participar desta importante assembleia eclesial.

Sínodo com sabor salesiano
Sínodo com sabor salesiano

Entre os padres sinodais devemos mencionar, em primeiro lugar, o Reitor-mor da Congregação Salesiana, padre Ángel Fernández Artime, eleito pela União dos Superiores Gerais (USG) e com compromissos especiais, nomeados diretamente pelo Santo Padre, o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Yangon (Mianmar), que será um dos quatro Presidentes Delegados e o padre Rossano Sala, um dos dois secretários especiais do Sínodo.

Os salesianos que participam do Sínodo, eleitos por suas respectivas conferências episcopais, são: dom Roberto Bergamaschi, vigário apostólico de Awasa (Etiópia); dom Miguel Angel Nguema Bee, bispo de Ebebiyin (Guiné Equatorial); dom Eduardo Pinheiro da Silva, bispo de Jaboticabal (Brasil); dom Patricio Buzon, bispo de Bacolod; dom Virgilio Do Carmo Da Silva, bispo de Dili (Timor Leste); dom Joaquim Augusto Da Silva Mendes, bispo auxiliar de Lisboa (Portugal); dom Stefan Oster, bispo de Passau (Alemanha); dom Pedro Baquero, bispo de Kerema (Papua Nova Guiné).

Entre os membros da nomeação pontifícia estão o cardeal salesiano Daniel Fernando Sturla Berhouet, arcebispo de Montevidéu (Uruguai); e dom Luc Van Looy, bispo de Ghent (Bélgica). Como membro do Conselho Ordinário, participa também o cardeal Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga, arcebispo de Tegucigalpa (Honduras).

Por fim, participando como colaboradores do secretário especial do Sínodo também o padre Andrea Bozzolo, professor de Teologia Dogmática na seção de Turim da Faculdade de Teologia da Universidade Pontifícia Salesiana, e o padre Renato De Guzman, catequista responsável do Escritório para a Pastoral do Centro Dom Bosco (Filipinas).

Da Família Salesiana participam também, como ouvintes, as Filhas de Maria Auxiliadora: irmã Lucy Muthoni Nderi, operadora pastoral para os jovens em dificuldade no Quênia; e irmã Alessandra Smerilli, professora de Economia na Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação Auxilium.

Uma participação tão grande de salesianos em um Sínodo sobre os jovens certamente favorecerá a difusão das boas práticas salesianas na Igreja e a assimilação das ideias e conclusões do Sínodo na Congregação.

Fonte: ANS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here