O DNJ ressalta a esperança da juventude na Igreja

A segunda edição do DNJ do Vicariato Igarassu reuniu centenas de jovens na Paróquia Sagrada Família, no município de Igarassu – Região Metropolitana do Recife.

No último domingo (2), jovens das paróquias do Vicariato Igarassu participaram da celebração do Dia Nacional da Juventude, na Paróquia Sagrada Família, em Igarassu. O evento contou com cerca de 300 jovens e foi organizado pela Comissão de Juventude Vicarial.  

Em sintonia com toda a Igreja e valorizando os ensinamentos da fé, o enfoque escolhido para esse encontro dá sequência a assuntos debatidos ao longo do ano, como a Campanha da Fraternidade 2018, que teve como tema “Fraternidade e superação da violência” e lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). Por isso, para a edição de 2018, a Comissão para a Juventude da CNBB escolheu como tema “Juventude Construindo uma Cultura de Paz” e o lema, inspirado no livro de São João, “Disse estas coisas para que em mim vocês tenham paz; neste mundo vocês terão aflições, contudo, tenham coragem, eu venci o mundo” (Jo 16,33).

O DNJ começou às 9h da manhã com uma caminhada até a Igreja Matriz da Sagrada Família, animada pela banda Et Verbum em trio elétrico, e contou com a participação de membros de grupos de jovens paroquiais, pastorais, movimentos e congregações religiosas. Para o Vigário Episcopal do Vicariato Igarassu, Padre Hélio Nascimento, o evento foi uma experiência de unidade das diversas expressões juvenis “que chamou a atenção pelo entusiasmo dos jovens na caminhada pelas ruas da cidade, unidos pela música, promovendo uma verdadeira invasão de alegria”.

O participante Pedro, da Paróquia Sagrada Família, considerou perfeita a caminhada pelas ruas. “Estou muito feliz, sobretudo por ver tantos jovens reunidos, porque mostramos que a igreja é viva e que a igreja é jovem”, afirmou. E concluiu com um convite: “Vamos continuar assim”!

MISSA

O padre Hélio Nascimento presidiu a celebração eucarística, às 10h, concelebrada pelos padres Antônio Gomes, Jair e José Amaro Neto, com assistências dos diáconos Jaime Bonfim e Ivanilson. Na homilia, o referencial da juventude da Arquidiocese de Olinda e Recife, padre Antônio Gomes, promoveu um alongamento, já que os jovens tinham vindo de uma caminhada. Ele salientou que o grande motivo de os jovens estarem reunidos é a busca de um caminho de santidade. Falou também sobre a situação de pobreza e violência vivida hoje por muitos jovens, e como os católicos devem ser para essa juventude uma presença de alegria e esperança. “O DNJ convida a gente a pensar em uma cultura de paz. E é justamente nesse novo tempo litúrgico, o tempo do Advento, que somos convidados a dizer que o Senhor é a nossa justiça, ele é a fonte da nossa paz. Com ele caminhamos, com ele celebramos a nossa paz. Que a juventude possa cada vez mais assumir seu protagonismo na igreja e na sociedade, trazendo essa renovação de vida para todos”, disse o padre Antônio Gomes, SDB.

Atividades

O DNJ contou com uma programação extensa de animação e de momentos de reflexão do tema do DNJ, conduzidos pelo jovem Ivan Mendes da Paróquia Santos Cosme e Damião, de Igarassu, e por Wilson da Fazenda da Esperança. O jovem Roger Matheus, de Fortaleza, trouxe o seu humor católico e provocou gargalhadas nas centenas de pessoas que estavam presentes. O evento também contou com atividades lúdicas, como oficinas de teatro e dança. A liturgia não ficou de fora; os jovens da Paróquia São Francisco de Assis, em Paulista, ofereceram oficina de estudo bíblico.

Um momento muito marcante foi o testemunho do jovem Diego, da Fazenda da Esperança. Ele contou as dificuldades pelas quais passou devido à dependência química e as oportunidades que infelizmente perdeu por causa das drogas. Um momento muito oportuno para os jovens refletirem sobre quais caminhos querem trilhar e ter coragem para ajudar pessoas que sofrem com essa situação. Também a adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida pelo diácono Jaime Bonfim, foi uma experiência emocionante para os jovens participantes.

“Está sendo uma experiência muito boa ver o interesse dos jovens de se aproximarem de Deus. Os jovens querem uma Igreja que possa acolhê-los em suas dificuldades, que os ajude a realizar uma escolha de vida”, disse Luiza, da Paróquia Nossa Senhora do Rosário.

Os jovens são prioridade para a Igreja e foram tema do Sínodo dos Bispos em 2018. O Papa quis ouvi-los e por isso foi enviado a todas as cidades, dioceses, paróquias e grupos um questionário com perguntas sobre eles mesmos, sobre como veem a sua fé, a Igreja, os seus colegas, o mundo, as dificuldades pelas quais passam. O tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional” foi escolhido pelo Papa para o Sínodo, logo após consultar as conferências episcopais, as Igrejas Orientais Católicas, a União dos Superiores Gerais e os padres sinodais participantes da Assembleia de 2015.

Em carta enviada aos jovens por ocasião da apresentação do documento preparatório para o Sínodo dos Bispos, o Papa Francisco destacou que “um mundo melhor se constrói também graças a vós, ao vosso desejo de mudança e à vossa generosidade. Não tenhais medo de ouvir o Espírito que vos sugere escolhas audazes; não hesiteis quando a consciência vos pedir que arrisqueis para seguir o Mestre. Também a Igreja deseja colocar-se à escuta da vossa voz, da vossa sensibilidade, da vossa fé; até das vossas dúvidas e das vossas críticas. Fazei ouvir o vosso grito, deixai-o ressoar nas comunidades e fazei-o chegar aos pastores”.

O DNJ é celebrado nacionalmente há 29 anos pela Igreja Católica. O evento é marcado pela mobilização de milhares de jovens em todo o país, para celebrar juntos a vida da juventude, seus desafios e conquistas. No Vicariato Igarassu, esta é a 2ª edição do evento: começou em 2017, desde que deixou de fazer parte do Vicariato Olinda, na Paróquia de São José, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

https://www.flickr.com/people/[email protected]/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here